08/05/2011

Ser chique é...

Fique atenta ao se portar...

 

Quando você adentra um ambiente, antes mesmo de ter a oportunidade de engatar uma primeira conversa, todas as pessoas ao redor já construíram um monte de impressões a seu respeito, tenha certeza disso. Aparência, gestos, postura, modo de sorrir, sentar, carregar a bolsa ou mesmo o tom de voz usado num simples cumprimento, podem dizer muito sobre alguém. Todos somos sensíveis a essas impressões externas e construímos pré-julgamentos de outrem através disso. O fato, é que para aqueles que tem um olhar mais treinado essas impressões correspondem à realidade vez em sempre. Existem aspectos da maneira como cada um se comporta que são mais difíceis de mudar – porém não impossíveis! – porque são inerentes à personalidade do indivíduo, entretanto, há outros tipos de expressão corporal e gestual que podem – e devem – ser treinados, visando um comportamento mais leve, harmonioso e por conseguinte, cheio de classe. E ter uma expressão corporal bonita é – acredite – tão importante quanto a roupa que você usa. Aliás, um está diretamente associado ao outro, pois não adianta desfilar com um belo look e andar com a classe de um pingüim e falar como se estivesse com o megafone ligado. Para ajudar você a ter um andar mais bonito, gestos mais leves, postura mais desenvolta entre outros, apontarei 5 erros que se pode cometer no desenvolvimento do looks e/ou na falta de obsevação das próprias maneiras que podem dar a impressão de deselegância ao se portar.
*Roupas muito apertadas – Não por acaso, Coco Chanel era completamente avessa às roupas extremamente apertadas usadas pelas mulheres de sua época. Além de ser esteticamente pouco bonito observar uma pessoa que não parece estar vestida mas sim empacotada, o desconforto gerado por essas peças tiram a naturalidade e leveza dos movimentos, deixando-os mais grosseiros.
 
*Saltos inseguros – Para mim não há nada pior do que um salto que não me confere uma sensação de segurança. Embora muitas mulheres abdiquem disso em prol da beleza dos saltos, acho necessário alertar que uma mulher insegura não tem um andar bonito. Podemos dividir essas  mulheres em dois grupos: as que andam parecendo um soldado com as pernas super rígidas e as que andam desconjuntadas parecendo que vão desmontar de cima do salto a qualquer momento. Você não quer pertencer a nenhum desses grupos, certo?
 
*Como carregar sua bolsa – Acho que esse é o item mais sutil e polêmico de todos. Muitas não percebem mas carregar uma bolsa com elegância é uma arte e faz toda a diferença. Por exemplo, bolsas de alça curta devem ser carregadas dessas duas maneiras:
 
Foto: Olivia Palermo e Grace Kelly
 
E não embaixo do braço (deixa para usar assim apenas as bolsas de alças mais longas) como nos dois exemplos a seguir:
Foto: Reese Whiterspoon e Dakota Fanning.
 
Já as clutchs e carteiras, devem ser seguradas seguindo o exemplo da atriz Diane Krüger (linda, chiquérrima!):
 
 
Evite passar as mãos pela frente da carteira e segurá-la por baixo (dá a impressão de estar segurando uma pasta). Olhem só a comparação entre as duas atrizes na mesma premiére e o jeito que cada uma sustenta, como faz toda a diferença:
 
 
 
 


*Cuidado ao sentar –  Ultimamente, para o meu desgosto tenho visto  muitas meninas/mulheres em alguns ambientes, demonstrarem total falta de classe ao sentar. Sentam-se desajeitadas, de pernas semi-abertas, ambas tocando o chão, braços soltos, postura péssima… por esta razão é importante relembrar que deve-se ter cuidado quanto a isso. Regrinhas básicas: cruzar-se as pernas ao sentar ou mantê-las bem coladinhas um à outra, ficar de olho na postura e posicionar levemente as mãos sobre as pernas. Sigam o exemplo das ladies Dita Von Teese, Claudia Schiffer e Victoria Beckham:


*Modere o tom de voz –  Eu sempre nutri verdadeiro repúdio àqueles que falam muito alto, sempre achei deselegante e desrespeitoso. É uma maneira rude de invadir o espaço do outro. E soube disso muito antes de ter o embasamento das lições de etiqueta dadas por Costanza Pascolato, que diz em seu livro, Confidencial:Nunca conheci ninguém realmente elegante que falasse alto”. Por isso, se você tem naturalmente um tom de voz alto, procure moderá-lo. Nunca é tarde para melhorar.

E aí meninas, gostaram das dicas? Próxima semana tem mais! O que vocês querem saber?
beijos!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário